terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Internamento e Parto

No dia 15 de Janeiro estava na casa do namorido a dormir, quando por volta das 10h-11h acordo e dou comigo, com pijama e cuequitas molhadas. De seguida comecei a sentir dores fortes e liguei logo à minha mãe para irmos para o hospital. Acabei por ficar internada com líquido em baixo, pois tinha bolsa rota. No dia seguinte fui induzida, mas nada aconteceu. No dia 17, voltei a ser novamente induzida, mas estava a ver que nada acontecia e se assim fosse no dia seguinte (dia 18) iriam fazer cesariana, mas ao chegar às 18h comecei a sentir dores cada vez mais intensas (eu quase gastei o corredor do hospital de tanto andar, para as coisas correrem mais depressa) lá por volta da meia noite, as dores estavam mais intensas e eu já nem deitada podia estar, a enfermeira resolveu fazer o toque e estava praticamente com 3 dedos, então disse logo que ia para baixo... fui para baixo à 1h e tal e fui logo para a sala de partos. A partir dai foi só a sentir dores e mais dores, mas sempre com a companhia do meu namorido. Vieram fazer outro toque às 4h da manha (onde já tinha contracções de 100% e não estava a aguentar mais) viraram-se para mim e disseram que se mantinha tudo na mesma e ai eu já não aguentava mais e disse que queria epidural (maldita a hora que a pedi, mais valia terem falado da anestesia pela veia primeiro) pois é a epidural só me durou 1h e pedi 2º reforço mas nada fez, ao 3º que tentaram meter já não entrava e tiveram de tirar o catater que estava obstruído. Depois disso tudo vieram falar de uma anestesia que era administrada pela veia e que quando se sentisse contracção corregava-mos num botão e num período de 2 a 3 seg. aliviava mais as dores, eu com tanta dor de contracções a 100% e a saber que aquilo não tinha andado nada disse que queria... até deu resultado, um tempinho (além que fiquei com uma pedrada de sono, que nem abrir os olhos conseguia) deixou de dar resultado por volta das 8h pois já estava a entrara em trabalho de parto com 6cm de dilatação... Começaram a preparar tudo por volta das 13h e disseram para ir fazendo força, pois ele ainda estava muito subido... Eu cheguei a uma fase que dizia já não conseguir pois, com ele subido e a fazer força para descer o corpo ficava completamente descontrolado, mas lá consegui e depois dele estar já em baixo, bastou umas 3 forcinhas e um corte (que me proporcionou 5 pontos exteriores e interiores nem sei, prefiro nem saber hehe) para o meu menino nascer e mal meteu a cabecinha de fora chorou... e a sensação de ver o meu menino a nascer foi a melhor de todas e é uma coisa que não da para ser explicada. Depois a médica tirou o menino até à cintura e perguntou se eu o queria tirar e eu disse que sim e ai o meu mundo caio e ficou só ali. O namorido também teve a maravilhosa oportunidade de cortar o cordão e estava super nervoso, mas foi um momento único e além disso está registado, pois temos fotos lindas do nascimento e dele a cortar o cordão.
Passei um bocado, mas como eu digo, voltava a fazer tudo de novo, vezes sem conta, pois te-lo nos meu braços e poder olha para ele a cada milésimo de seg. compensa tudo.
E o melhor que temos a fazer é aproveitar cada dia que passamos com eles, pois passa a correr mesmo... O piolhito amanha já faz 1 semana e o tempo correu...
Por ele tudo vale a pena... Homenzinho da minha vida.

4 comentários:

  1. Que lindo, deve ter sido vc terminando de tirar o baby e o papai cortando o cordão!!!! VCs puderam participar ativamente do parto!!!!!!!Deve ter sido uma experiência sensacional!!!!

    ResponderEliminar
  2. Hum...gosto sempre de ler relatos de parto..mas isso de ser corto aff detesto ...nao queria nada ser mas entao acho que tenho que ser quase de certeza =/
    Beijo

    ResponderEliminar
  3. oie tudo bem vim lhe fazer uma visitinha
    e da uma olhadinha em seu blog...
    espero sua visitinha no meu tambem,,
    não esqueça de me visitar..xauzinho bjss



    http://wanessasonhoseconquistas.blogspot.com/

    ResponderEliminar